Carmen Locatelli
A intensidade do medo define o valor de seus sonhos!
Capa Meu Diário Textos E-books Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
O AMOR SEMPRE SE RENOVA
29/05/12

Em apenas um instante você pode perder o que possui de mais valioso e mesmo assim continuar vivendo. Pode simplesmente adormecer o mesmo sono e pedir o mesmo perdão pelo resto dos seus dias. Ou pode se conformar com suas decisões. Seguir em frente. 
Não basta exterminar os erros. Há de se aprender a não temer os acertos.
Pode-se aceitar que o caminho para o fim será breve ou eterno, dependerá de quem caminha ao seu lado. Ou até mesmo se caminhas sozinho.
Para o bem ou para o mal, viver se faz necessário. Devemos nos regar todos os dias. Só assim deixaremos alguns frutos.
Os dias por vezes se tornam longos, intermináveis... e mesmo assim se deseja que tudo aconteça de novo. Deve-se renovar os poucos sonhos; alimentar o espírito. Acariciar a alma. 
Por vezes a dor é tão forte que não há de se sentir a estrutura dos ossos, nem o calor do sangue. Saiba que é esta mesma dor que alimenta e protege, persegue e condena, dá vida e mata. Escolha. 
Aprende-se então a limitar as ações. Aprende-se a não roubar a liberdade alheia e tampouco a própria liberdade. Aprende-se antes de tudo a não desejar o que não permanecerá na sua vida. Aprende-se calar. Silenciar e orar. Vigiar. 
(“É como os monges que sentam e esperam e tudo será revelado”)
Porque é triste aceitar que tudo acaba...
Um dia a ausência deixa de nos matar e o amor mais uma vez nos renova.


 
Carmen Locatelli
Enviado por Carmen Locatelli em 29/05/2012
Alterado em 18/02/2018
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.