Carmen Locatelli
A intensidade do medo define o valor de seus sonhos!
Capa Meu Diário Textos E-books Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
INACABADO

10/09/2009
00:00


Eu tenho feito minhas refeições meio sozinha ultimamente.
Minha cama fria anuncia que pouco dormirei esta noite.
Ou nunca mais!
O que pode ser mais triste do que viver com a ausência?
Viver?
Não há nada mais enlouquecedor que o passar das horas.
Saber que existe o amanhã e o depois e o depois...
Sobreviverei?
Vivemos sob o domínio do tempo.
Isso pode parecer animador (observando as chances), mas é o que mais deveríamos temer.
O uso do "talvez" talvez seja algo que devêssemos mudar.
Excluir não somente dos dicionários, mas de nossas almas.
Hoje mudei meu caminho e encurtei minha vida.
Foi uma escolha difícil, mas necessária como tantas outras hão de ser.
Voltando no "talvez", eu digo que talvez eu faça de meus dias palavras mais certas e desejos mais reais.
Toques mais precisos e tiros mais certeiros.
Por medo? Não. Por precaução!
Algumas almas temem a si mesmas antes de qualquer coisa.



 
Carmen Locatelli
Enviado por Carmen Locatelli em 17/08/2009
Alterado em 13/02/2018
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.